Imigrante Haitiano foi preso por falsa comunicação de crime em Joaçaba

Um imigrante haitiano foi vítima de uma falsa comunicação de crime em Joaçaba. O fato aconteceu na última semana e movimentou o setor policial.

A Polícia Militar foi acionada após a informação que o homem teria agredido uma adolescente. Ele foi detido nas proximidades da Catedral Santa Terezinha e sofreu agressões por parte de pessoas que estavam no local, tendo que ser levado ao hospital.

Imigrante Haitiano foi preso por falsa comunicação de crime em Joaçaba
Imigrante Haitiano foi preso por falsa comunicação de crime em Joaçaba

O imigrante passou algumas horas detido na delegacia de polícia, até que fosse liberado.

A Polícia Civil informou que um Auto de Prisão em flagrante foi iniciado, mas cancelado no andamento. Segundo o delegado que esteve a frente do caso, não houve comprovação de crime.

Ainda segundo a polícia, no momento em que a vítima disse ter havido o crime o imigrante estava dando aula em uma instituição de ensino.

Leia nota na íntegra:

Injustiça!

 Uma falsa comunicação de crime que teria ocorrido por volta das 17:40hs de 21 de março de 2019. Entenda o caso:

 Os fatos deram-se por volta das 17:40hs de 21 de março de 2019, quando a menor ligou para seus pais informando uma suposta agressão, que contava como supostos autores, seu ex-professor e um colega.

Os pais da menor acionaram a polícia militar, a mesma realizou busca na casa do acusado, sendo que, ao não encontrar no local, telefonou para o arguido, e este informou que encontrava-se lecionando e informou o endereço em que se encontrava.

O acusado saiu do estabelecimento onde realizava aulas e esperou os policiais, onde foi abordado, algemado, e violentamente agredido por meliantes que saíram da própria viatura policial, valendo-se destacar que estas pessoas, a princípio, estavam acompanhando a diligência, não se tratavam de policiais militares.

Em decorrência da agressão sofrida, o acusado foi levado ao hospital para cuidados médicos e posteriormente a delegacia da polícia civil da cidade de Joaçaba/SC para prestar esclarecimentos.

Na delegacia foi provado de forma inequívoca que o acusado se encontrava lecionando ao momento dos supostos fatos, portanto, não havendo nenhuma ligação deste com a suposta agressão ocorrida em relação a menor.

Segundo informações, após a ciência da família do ocorrido, estes retiraram a queixa realizada junto a delegacia da polícia civil.

Insta destacar, que em momento algum o acusado fora conduzido ao presídio agrícola de Joaçaba, aguardando todo tempo nas dependências da delegacia da polícia civil.

As medidas judiciais e administrativas contra os agressores já estão sendo tomadas, afinal o acusado agora na qualidade de vítima, estrangeiro, é pessoa humilde e hoje encontra-se recluso em sua residência, com medo de novas agressões e represálias de atos que comprovadamente não cometeu.

 Joaçaba, 28 de março de 2019.

Gustavo Hoffelder

OAB/SC 45.111

Zagonel e Hoffelder advogados

Fonte: Éder Luiz

Veja agora

Mutirão de limpeza ocorreu no último sábado às margens de trecho da BR-282

No último sábado (08), os Agentes de Combate às Endemias e 3 Agentes Comunitários de …