Bispo Dom Mário completa seis anos frente a Diocese de Joaçaba

O Bispo Diocesano Dom Frei Mário Marquez comemorou no mês de fevereiro seu 6º ano frente a Diocese de Joaçaba, que congrega 25 paróquias e mais de 600 comunidades por todo o meio-oeste, oeste e alto Uruguai catarinense. A posse oficial em Joaçaba aconteceu no dia 19 de fevereiro de 2011, após Dom Mário ter sido escolhido pelo Papa Bento XVI no mês de dezembro de 2010. Anteriormente Dom Mário era Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Vitória – ES.

Bispo Diocesano Dom Frei Mário Marquez
Bispo Diocesano Dom Frei Mário Marquez

Dom Frei Mário Marquez, pertence a congregação dos Frades Capuchinhos e é quarto bispo da história da Diocese de Joaçaba. De acordo com o religioso, o sentimento que resume sua estadia em Joaçaba é o de alegria. “Graças a Deus, pela intercessão de Jesus Cristo e de Nossa Senhora, me sinto orgulhoso em fazer parte de uma comunidade tão fervorosa, alegre e firmes na fé. Ao longo destes seis anos que passamos juntos foram muitas alegrias, vitórias e conquistas que fortalecem cada vez mais a espiritualidade junto aos nossos fieis”, declarou.

Em Joaçaba, Dom Mário se recorda de importantes momentos vividos juntos da comunidade. “Nesse período consegui visitar quase todas as comunidades que pertencem a Diocese de Joaçaba, um fato histórico e inovador. Lembro-me ainda da chegada da Cruz Peregrina da Jornada Mundial da Juventude em 2013, das grandes Romarias em Honra a Frei Bruno e a liberação para os próximos passos do processo de beatificação. Me recordo ainda da visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, das lindas celebrações feitas em todas as comunidades pelas quais tive o prazer de passar e de muitos outros momentos que alegremente marcam essa minha passagem pela Diocese de Joaçaba, minha terra natal e lugar que amo muito”, completou.

Sobre o futuro, Dom Mário disse que deseja permanecer na região. “Gosto muito daqui, minha família está aqui e se for de entendimento dos meus líderes, desejo permanecer na região colaborando cada vez mais com o fortalecimento da espiritualidade dos nossos cristãos”, finalizou.

Fatos que marcaram sua passagem por Joaçaba até o momento

Em 2011, a Diocese acolheu a Romaria da Terra e da Água no município de Irani com a presença das dioceses de Santa Catarina. No final de 2011 foi criada a Paróquia de São José no Bairro Cruzeiro do Sul. Em 2012 tivemos início do Processo de Beatificação do Frei Bruno.

Em janeiro de 2013, recebemos a Cruz Peregrina da Jornada Mundial da Juventude percorrendo nossa Diocese. Em julho de 2013 muitos jovens da Diocese participaram da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro com o Papa Francisco. Em 2014 iniciamos os preparativos dos 40 anos da criação e instalação da Diocese de Joaçaba. A imagem da Padroeira da Diocese Santa Teresinha do Menino Jesus peregrinou pelas 25 paróquias e 626 comunidades espalhadas os 31 municípios da jurisdição da diocese.

Em outubro de 2015 celebramos os 40 anos da Diocese numa grande celebração diocesana na Catedral Santa Teresinha. Em outubro de 2015 foi realizado o Congresso da Pastoral da Família do Estado de Santa Catarina acolhendo todas as dioceses do Regional da CNBB de Santa Catarina.

Em maio de 2016 a Diocese de Joaçaba acolheu a Imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida que percorreu durante o ano as Paróquias e Comunidades da Diocese em preparação ao Jubileu dos 300 anos de bênçãos 2017 do encontro da imagem no Rio Paraíba do Sul – SP.

Um pouco da sua história

Natural de Luzerna, Dom Mário fez seus estudos de 1º grau em sua cidade natal e no Seminário Nossa Senhora dos Navegantes – no município de Ouro, e de 2º grau no Seminário Santa Maria dos Freis Capuchinhos em Engenheiro Gutierrez em Irati. Cursou filosofia no Instituto de Filosofia e Teologia do Instituto Popular de Assistência Social em Ponta Grossa e teologia no Instituto Teológico de Santa Catarina em Florianópolis. Estudou no “Curso de Adaptação Militar para oficial Capelão” no Campo dos Afonsos em 1985 e cursou pedagogia na Faculdade Tuiuti em Curitiba (1988).

Foi ordenado padre em 22 de novembro de 1980 e trabalhou como pároco das paróquias de Nossa Senhora Aparecida em Uraí (1980 a 1982) e de São Pedro Apóstolo em Rancho Alegre (1981 a 1982) e foi membro do Conselho Presbiteral na Diocese de Cornélio Procópio de 1980 a 1982. Em Curitiba foi vigário paroquial das paróquias Nossa Senhora das Mercês (1982 a 1991) e Nossa Senhora da Luz dos Pinhais (1992 a 1993), capelão civil na Capelania Militar da Aeronáutica, capelão militar e pároco da Capelania Nossa Senhora de Loreto do CINDACTA II (1985 a 1993), diretor da Pré Escola Céu Azul do CINDACTA II (1991 a 1993), coordenador do Encontro do Diálogo na Arquidiocese de Curitiba (1991-1993) e presidente do Setor dos Frades Capuchinhos da Região Metropolitana de Curitiba (1992 a 1993).

Foi ainda subchefe regional e chefe da Capelania do COMAR II e pároco da Igreja Divino Espírito Santo e Nossa Senhora de Loreto em Recife (1994 a 1996), subchefe regional e chefe da Capelania do COMAR VI em Brasília (1996 a 2006), coordenador do Encontro do Diálogo, da Arquidiocese de Brasília (1996 a 1999), coordenador nacional do Encontro do Diálogo (1999 a 2002), cura da Catedral Militar do Brasil (1996 a 2006), membro do Conselho Presbiteral do Ordinariado Militar pelos capelães da Aeronáutica (1995 a 2006), membro do Colégio dos Consultores do Ordinariado Militar e membro da Equipe CADRE do Encontro Matrimonial Mundial para a língua portuguesa.

Nomeado bispo em 31 de maio de 2006, tomou posse em outubro daquele ano como bispo auxiliar de Vitória e bispo titular de Nasai. No dia 22 de dezembro de 2010, o Papa Bento XVI o nomeou bispo da Diocese de Joaçaba. Durante a 49ª Assembleia dos Bispos do Brasil em Aparecida do Norte, no dia 10 de maio de 2011, foi eleito vice-presidente do Regional Sul-4 da CNBB.

Fonte: Angelo Junior Radavelli

Veja agora

PRF resgata gata que viajava escondida debaixo de caminhão na BR-101

Na noite dessa segunda-feira (22) na BR-101, em Paulo Lopes, policiais rodoviários federais abordaram uma …