Vereadores afirmam que não há nenhuma situação de anormalidade na escola Nuperajo

Embora tenha recebido 72 novos alunos até o momento, não há nenhuma situação de anormalidade na escola Nuperajo, localizada na estrada de acesso à comunidade de Linha Abatti. Em visita a escola na tarde desta terça-feira (20), o presidente da Câmara Almir Pastori e o vereador André Dalsenter puderam constatar que, embora a maioria das novas matrículas tenham ocorrido nos primeiros dias de aula, absolutamente todos os alunos estão instalados em salas adequadas e com o todo o material necessário. Devido ao aumento no número de matrículas, três novos espaços foram adequados para uso dos alunos, a sala dos professores, a sala da disciplina de artes e a biblioteca.

Vereadores dizem que não há nada de errado com a Escola Nuperajo
Vereadores dizem que não há nada de errado com a Escola Nuperajo

A diretora Jandira Costenaro acompanhou os vereadores até o espaço onde acontecem as aulas do projeto ambiental e onde se pretendia abrigar uma turma de alunos temporariamente, enquanto novas salas de aula serão construídas. “Este espaço vem sendo usado há anos pelos alunos para atividades voltadas ao meio ambiente. É um espaço com uma característica mais rústica, mas que permite sim abrigar uma sala de aula”, disse ela. Mas, segundo a diretora, em virtude da polêmica gerada no início do ano letivo optou-se por transferir a sala dos professores pra cá e passar os alunos para a sala dos professores”, explicou ela.

Pastori disse não estar surpreso com a boa estrutura oferecida pelo Nuperajo pois, é professor e lecionou naquela escola durante muitos anos. “A escola está no meio de uma enorme área de preservação ambiental, possibilitando atividades diferenciadas. Possui ginásio coberto, campo, áreas de recreação, um bom refeitório e, acima de tudo, uma boa equipe de professores e gestores”, afirmou o presidente.

Já o vereador Andre Dalsenter afirmou que a estrutura física do Nuperajo é superior a muitas outras escolas, não apenas da rede pública mas também da rede particular. “Sabemos da necessidade de construção das três novas salas de aula – que em breve irão ocorrer – e de alguns pequenos ajustes que a escola precisa mas, estamos satisfeitos por ver que as atividades estão transcorrendo de forma muito tranquila e que as necessidades dos alunos estão sendo muito bem atendidas”, ressaltou Dalsenter.

Novas  matrículas

Com o fechamento de outras duas escolas da rede pública municipal de Joaçaba em dezembro, a escola Nuperajo acabou absorvendo parte destes alunos. Em 2017 eram cerca de 210 alunos, agora, são 282. São crianças com idade entre 4 e 15 anos que frequentam do pré escolar ao 9º ano. Alunos do pré até o 5º ano passam o dia todo na escola (período integral). A Prefeitura anunciou a construção das novas salas para o início do ano letivo mas, prorrogou este prazo para o mês de abril, em função da necessidade de realizar licitações. A secretaria de Educação também se comprometeu a cercar toda a escola para garantir mais segurança.

Fonte: Adriana Panizzi/Assessoria de Imprensa

Veja agora

Bombeiros atendem princípio de incêndio em estabelecimento comercial de Joaçaba

O Corpo de Bombeiros Militar foi acionado por volta das 22h desta quinta-feira, 29, para …