Promotor denuncia servidor acusado de desviar R$ 1,3 milhão do fórum da comarca de Joaçaba

O escrivão do Fórum da comarca de Joaçaba, Pedro Humenhuk Filho, foi preso no início de junho, acusado de desviar cerca de R$ 1,3 milhão de reais da conta única do Poder Judiciário com a emissão de alvarás, sem o conhecimento ou assinatura do juiz. Além dele, o ministério público proferiu denuncia contra sua enteada também, que é acusada de fornecer seus dados e conta bancária para o golpe.

Promotor de justiça Jorge Eduardo Hoffmann

Desde 2014 o escrivão, na condição de Chefe de Cartório da 1ª Vara Cível, expediu mais de 100 alvarás para o pagamento de valores, que variam de R$ 100,00 a R$ 100.000,00 reais.

Na época, o diretor do foro da comarca, Dr. Fabrício Rosseti Gast informou que ao tomar conhecimento, encaminhou o caso para a presidência do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que afastou preventivamente o servidor por 60 dias para que os fatos sejam investigados.

O Ministério Público ingressou, com uma ação criminal por peculato, com pedido de apreensão de bens e prisão preventiva, decretados pelo juiz da 1ª Vara Cível Alexandre Dietrisch Bhur.

O promotor de justiça Dr. Jorge Eduardo Hoffmann, proferiu a denúncia, como ele explicou para o jornalismo Líder.

O promotor Jorge Hoffmann, também detalha, em quanto estão os valores apurados .

O servidor encontra-se detido no presídio regional de Joaçaba, em sela separada dos demais detentos.

Veja agora

Homem fica ferido após colisão na SC-453, em Ibicaré

Um caminhão I/M.Benz 417 Sprinter de Ibicaré, tombou após colisão contra um Peugeot/207HB XR, placas …