Prefeito Nelson Guindani se defende e afirma que não é sócio da empresa Aquarol

O Departamento de Jornalismo da Rádio Líder conversou na noite desta sexta-feira (30) com o prefeito Nelson Guindani após a divulgação de que ele, seu filho Filipe Guindani e o secretário de administração e finanças Gilberto Durigon, fariam parte de um esquema de compra e venda de água ilegal envolvendo a empresa Aquarol. De acordo com os autos do processo, a ação foi motivada por uma denúncia de que o município contratou, de forma indireta e sem prévia licitação, a empresa Aquarol Água Mineral Ltda., da qual o prefeito Nelson Guindani é sócio oculto, atuando seu filho Felipe Guindani como “laranja”, e que também tem como sócios o secretário municipal de finanças Gilberto Durigon e outras pessoas, com afinidade política com o prefeito.

De acordo com a denúncia, a empresa Prando & Caron – Águas Cachoeirinha (com sede em Joaçaba), fornece para a Prefeitura apenas água da marca Acqua10, produto distribuído e engarrafado pela empresa requerida Aquarol Água Mineral, sediada em Gaspar. Em depoimento, um servidor afirmou que desde setembro de 2013 só é fornecida a marca Acqua 10 na Prefeitura, e que há diversos comentários que a empresa é do prefeito.

Conforme Nelson Guindani, o fato está sendo investigado há seis meses. Ele reafirma que não é sócio da Empresa distribuidora de água e que os bens estão em nome do seu filho Filipe Guindani.

Ouça a entrevista:

 

Veja agora

Governador Jorginho Mello solicita à Azul Linhas Aéreas a implementação de voos comerciais para Joaçaba e Caçador

Fotos: Osvaldo Sagaz/Secom O governador Jorginho Mello realizou uma reunião estratégica com executivos da Azul …