PM é preso em Capinzal por envolvimento com contrabando de cigarros

Um policial militar, um empresário e uma mulher foram presos em flagrante na manhã desta sexta-feira (15) em Capinzal, durante a Operação “Cigarros Sem Fronteira” do Grupo de Autuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), que desarticulou um grupo de criminoso que contrabandeava cigarros na região Oeste de Santa Catarina, Sudoeste do Paraná e Norte do Rio Grande do Sul.

PM é preso em Capinzal por envolvimento com contrabando de cigarros
PM é preso em Capinzal por envolvimento com contrabando de cigarros

A investigação apontou que o PM dava suporte logístico e segurança a organização. Em sua casa, foram apreendidas armas de fogo irregular e certa quantidade de cigarros de origem paraguaia. O trio foi encaminhado até a Delegacia de Policia Civil da Comarca de Capinzal. Após prestarem depoimento o empresário e a feminina serão encaminhados ao Presídio de Chapecó onde permanecerão presos temporariamente. Enquanto que o policial militar, lotado no destacamento de Zortéa o qual pertence a Companhia de Campos Novos, ficará recolhido no Batalhão de Joaçaba e responderá pelos crimes de contrabando e posse irregular de arma de fogo. Ele poderá ainda responder um processo administrativo que deverá ser instaurado pela corregedoria da Polícia Militar.

As investigações iniciaram a partir de uma grande apreensão de cigarros ocorrida na Comarca de Concórdia, permitindo que a Procuradoria da República daquela comarca, em parceria com a unidade do GAECO de Chapecó, a Polícia Rodoviária Federal e o setor de Inteligência da Polícia Militar, identificasse a organização criminosa atuante na região, responsável por grandes e rotineiras remessas de cigarros de origem paraguaia.

No total, foram expedidos dois mandados de prisão preventiva, 10 mandados de prisão temporária e 30 mandados de busca e apreensão, a serem cumpridos Em Francisco Beltrão/PR, Concórdia/SC, Capinzal/SC, Ipira/SC, Ouro/SC, Jaborá/SC, Peritiba/SC, Itá/SC, Seara/SC, Marcelino Ramos/RS, Viadutos/RS.

De acordo com as investigações, após adentrarem em território nacional, pela região de Guaíra/PR, os cigarros eram conduzidos em caminhões baús até o Estado de Santa Catarina, de onde eram distribuídos para diversos estabelecimentos na região Oeste do Estado e Norte do Rio Grande do Sul.

Fonte: Rádio Capinzal/MPSC

Veja agora

Joaçaba Futsal disputa a Superliga Gazin de Futsal

O Joaçaba Futsal segue a preparação para as principais competições do ano e, a partir …