Homem natural de Tangará é preso pela Polícia Federal ao ser expulso do Paraguai

Na última quinta-feira, 04, a Polícia Federal realizou uma operação para receber brasileiros presos no Paraguai que foram expulsos do país. No total, 25 brasileiros foram entregues à PF, sendo que 16 deles foram entregues na Ponte Internacional da Amizade em Foz do Iguaçu/PR e os outros nove em Ponta Porã/MS, ambos na fronteira com o Paraguai.

Há cerca de um ano, a PF iniciou a interlocução com as autoridades paraguaias para identificar os presos brasileiros no país, enviando uma equipe de policiais federais para realizar a correta identificação dos detidos. Foram identificados 25 brasileiros que se encontravam detidos no sistema carcerário paraguaio com ordens de prisão no Brasil, expedidas por comarcas de todo o país, por crimes como homicídio, tráfico de drogas, entre outros.

Com reforço no aparato policial e a presença de equipes especializadas em operações táticas, a transferência de presos foi conduzida com êxito. Além da Polícia Federal participaram da operação de segurança as forças de Segurança Pública do Paraguai, a Agepen/MS e a PRF.

Os presos foram encaminhados para a execução dos trâmites migratórios, comunicação dos cumprimentos de mandado de prisão nas respectivas comarcas e realização dos exames de corpo e delito. Após os procedimentos legais, os presos serão entregues a diversas unidades prisionais para início imediato do cumprimento de pena.

Dentre os presos, três eram foragidos da justiça catarinense: um homem de 38 anos, natural de Tangará/SC, condenado por tráfico de drogas em 2022; um homem de 43 anos, natural de Medianeira/PR, condenado por homicídio, também em 2022; e um homem de 44 anos, natural de Curitiba/PR, que responde a processo por feminicídio, cometido no ano de 2021.

Fonte: Ascom/PF

Veja agora

Atletas da AMOB conquistam 10 medalhas na II Etapa do Circuito Nacional de Badminton em Curitiba

A Associação Meio Oeste de Badminton (AMOB) de Joaçaba, participou entre os dias 14 a …