450 pessoas perderam a vida em acidentes em 2016

A Polícia Rodoviária Federal registrou 10.602 acidentes nas rodovias federais em Santa Catarina em 2016, onde 9.408 pessoas ficaram feridas e 450 perderam a vida. A rodovia com maior número de ocorrências foi a BR-101, seguida pela BR-282 e pela BR-470.

Cerca de 450 pessoas perderam a vida em acidentes em 2016. Foto:PRF/Divulgação
Cerca de 450 pessoas perderam a vida em acidentes em 2016. Foto:PRF/Divulgação

Menor número de mortes em 20 anos

Apesar da grande quantidade de ocorrências e vítimas nas rodovias federais de SC em 2016, os números são menores que os registrados em 2015. Houve queda de 23% no número de acidentes, de 2,5% no número de feridos e de 2,2% no de vítimas fatais. A quantidade de mortes é a menor em 20 anos em rodovias federais no estado, mesmo diante do aumento da frota de veículos em circulação, tanto estadual (+4,4%) quanto da frota nacional (+3,6%). (Fonte: Detran/SC e Fenabrave).

“Sobre o número de acidentes, é preciso considerar que desde julho de 2015 as ocorrências sem vítimas podem também ser registradas pelo próprio usuário por meio da internet (Declaração de Acidente de Trânsito Eletrônica – E-DAT). Isso contribuiu para que o total de acidentes em 2016 fosse menor que em comparação ao ano anterior”, destaca a PRF.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a queda das ocorrências com vítimas está relacionada ao aumento da fiscalização (o número de autos de infração é o maior da história em SC), com a maior presença da PRF na Via Expressa (BR-282) na entrada de Florianópolis, com o término da duplicação da BR-101 Sul, com a Lei dos Faróis e com o maior rigor na legislação de trânsito a partir de 1º de novembro, que entre outras medidas, reajustou o valor das multas.

Autos de Infração

Em 2016, a PRF extraiu 429.705 autos de infração, aumento de 0,2% em relação ao ano anterior. As cinco notificações mais comuns foram, na ordem: transitar em velocidade superior à máxima em até 20%, transitar em velocidade superior à máxima de 20% até 50%, deixar de manter a luz baixa acesa em rodovias, deixar o condutor de usar o cinto de segurança e ultrapassar em faixa contínua.

Fonte: Núcleo de Comunicação Social/PRF

Veja agora

Raio mata jovem de 18 anos na região

A descarga elétrica de um raio mata um jovem em Matos Costa no começo da …