UPA de Herval d’Oeste enfrenta grave crise financeira e pode fechar as portas

Com um índice de aceitação e qualidade do atendimento elogiados pela comunidade, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Herval d’Oeste corre o risco de fechar as portas de acordo com a informação levantada pelo Portal Caco da Rosa. O fato se deve a falta de repasse dos municípios parceiros da unidade de saúde. Joaçaba, por exemplo, está há quatro meses sem repassar o valor que seria de, aproximadamente, R$ 40 mil mensais. Atualmente, o custo para a manutenção da UPA é de R$ 400 mil. Destes, R$ 170 mil é custeado pelo Governo Federal e o restante entre os municípios parceiros ficando Herval d’Oeste com uma parcela maior devido a maioria dos atendimentos serem do próprio município.

Na manhã desta sexta-feira (28), o prefeito de Herval d’Oeste, Nelson Guindani, participou ao vivo do Programa Manhã Líder e confirmou a dificuldade financeira. Ouça a entrevista:

A secretária de saúde de Joaçaba, Paula Kleber, falou sobre a situação do contrato entre Joaçaba e Herval d’Oeste para a manutenção da UPA. De acordo com a profissional, uma reunião com o Conselho Municipal de Saúde está agendada para tratar do assunto:

Já o prefeito de Joaçaba, Rafael Laske, afirma que o convênio será reafirmado e o repasse deverá ser feito com o objetivo de suprir o déficit causado devido a falta de investimentos por parte do município de Joaçaba. Conforme Laske, o objetivo é manter o contrato até o final deste ano quando finaliza sua gestão:

 

Veja agora

Trecho da SC-355 entre Catanduvas e Jaborá fica interditado nesta terça-feira (23)

Foto: Divulgação / SIE A Secretaria da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) informa que a SC-355, …