Suinocultores de Joaçaba elegem nova diretoria do Núcleo Municipal

Suinocultores de Joaçaba elegem nova diretoria do Núcleo Municipal
Nercisio Sartori foi reconduzido ao cargo de presidente.

Mais de 30 suinocultores de Joaçaba participaram da eleição do Núcleo Municipal de Criadores de Suínos realizada no último dia 16, na comunidade de Nossa Senhora das Graças. Nercisio Sartori foi reconduzido ao cargo de presidente. “Foi uma reunião muito positiva e teve uma boa participação dos produtores. Precisamos trabalhar para melhorar a remuneração paga na integração, que a característica do nosso município na suinocultura”.

A reunião que definiu a nova diretoria contou também com a participação do presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivanio Luiz de Lorenzi, e do presidente da Regional de Joaçaba, Rudi Altenburger. Eles falaram sobre a Lei da Integração, que garante direitos e deveres para as agroindústrias e produtores e também comentaram sobre os custos de produção.

Homenagens e história

O engenheiro agrônomo Ênio Mário Mendes, que trabalhou há vários anos na Epagri, foi homenageado pelos produtores por ser um dos fundadores do Núcleo Municipal de Joaçaba. O engenheiro agrônomo lembra que, no passado, 30% das famílias eram da agricultura, mas hoje o número foi reduzido a 7%. “Antigamente havia muita mão de obra familiar. A suinocultura tinha uma grande importância e era basicamente o ciclo completo na propriedade”.

Ênio lembra que quem tinha na época 20 matrizes era um suinocultor de sucesso, já que conseguia produzir todos os insumos suficientes para alimentar plantel. “Com o tempo a suinocultura foi se tecnificando e se verticalizando com a integração. Nos tempos atuais, o número de suinocultores diminuiu bastante, bem como a remuneração”.

O engenheiro agrônomo avalia que meio rural é visto pela classe política como o “resíduo da sociedade”, influenciando o êxodo no campo. “O produtor nunca foi valorizado. Qualquer administrador público visa outras prioridades, mas a atividade agrícola é a última a ter benefícios. Os jovens também não têm mais ânimo para ficar no campo. Os pais precisam dar um incentivo para que os filhos sejam seus sucessores na atividade”.

Visão do município

Vilson Sartori, secretário municipal de Infraestrutura e Agricultura, também prestigiou a reunião que elegeu a nova diretoria do Núcleo Municipal de Criadores de Suínos de Joaçaba. Ele explica que a população agrícola corresponde a 7,8%, mas corresponde com 23% da arrecadação do município. “O agronegócio tem uma importância muito importante para Joaçaba. Vamos oferecer uma boa infraestrutura para que o produtor possa se desenvolver”.

Para minimizar o êxodo rural e garantir a sucessão familiar, Sartori destaca que a participação das associações e dos sindicatos rurais é de extrema importância. “Esse é um dos meios para se levar tecnologia ao campo”.

Fonte: Tiago Rafael/Assessoria de Comunicação

Veja agora

Joaçaba Futsal disputa a Superliga Gazin de Futsal

O Joaçaba Futsal segue a preparação para as principais competições do ano e, a partir …