Região de Joaçaba pode perder central de emergência do Samu

Região de Joaçaba pode perder central de emergência do Samu
Região de Joaçaba pode perder central de emergência do Samu

O secretário do Estado da Saúde, Vicente Caropreso, anunciou que o governo do Estado reduzirá de oito para quatro o número de centrais de regulação de atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A informação foi divulgada no programa Conversas Cruzadas, da rádio CBN Diário, na última terça-feira.

Conforme o secretário, o contrato com a Organização Social Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), de cerca de R$ 120 milhões por ano, será readequado. A estimativa é de uma economia de R$ 30 milhões anuais.

O secretário afirmou ainda que com a diminuição na quantidade de centrais, será intensificada a qualificação dos profissionais e dos processos e sistemas, garantindo “excelência na comunicação” entre todos os pontos do Estado.

A reportagem da Rádio Líder entrou em contato com a secretaria de saúde do estado, que enviou a seguinte nota, já que Joaçaba seria uma das 4 centrais a serem fechadas.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que encontra-se em fase de proposta a redução do número de Centrais de Regulação Médica do SAMU em Santa Catarina. O assunto será levado para ser discutido no Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems).  A nova proposta garante que não haverá redução dos serviços e nem da cobertura  estadual do SAMU. A nova estrutura das centrais de regulação do SAMU terá condições de atender a população catarinense. 

 

Veja agora

PM recupera motocicleta furtada. Proprietário ainda não havia percebido o furto

Uma motocicleta foi recuperada na noite desta quarta-feira(23/05) pela Polícia Militar de Herval d’Oeste, num …