Mestranda da Unoesc participa de Congressos na Espanha

Mestranda da Unoesc participa de Congressos na Espanha
Mestranda da Unoesc participa de Congressos na Espanha

O Programa de Mestrado em Biociências e Saúde tem contribuído com a participação da Unoesc no cenário internacional. Na semana que passou, a mestranda desse Programa de Pós-graduação Stricto Sensu, Mariane Carolina de Almeida, esteve presente em três eventos internacionais, na cidade de Múrcia Espanha.

Mariane participou do “I Congreso Internacional Humanización en Urgencias, Emergencias y Catástrofes”, onde realizou a exposição de três comunicações científicas em formato de pôster. No “VI Congreso Internacional de Bioderecho” realizou defesa oral de comunicação científica. Ainda participou como ouvinte da “V Jornadas para Jóvenes Investigadoras/es Profundizando en la Salud de las Mujeres”.

— Dentro de um regime da economia global do conhecimento, os países são instados a melhorar o desempenho dos estudantes em ciência e tecnologia. A mobilidade internacional é a estratégia mais disseminada entre as instituições de ensino superior no mundo, o que têm aplicado cada vez mais recursos financeiros em programas de estudos no exterior e recrutamento de estudantes internacionais — analisa o coordenador do Programa de Mestrado em Biociência e Saúde da Unoesc, Jovani Steffani.

As estratégias centradas no estudante respondem à ideia amplamente aceita de que estudantes bem-sucedidos devem ter a habilidade de pensar crítica e criativamente para resolver problemas complexos, assim como demonstrar disposição e habilidades para interagir globalmente.

Para o coordenador, o alinhamento da Unoesc com as perspectivas globalizadas relacionadas às questões de ensino, pesquisa e inovação são um grande diferencial de qualidade que permite a produção do conhecimento e não somente a simples reprodução.

— Essa condição de produção do conhecimento por meio da pesquisa e da Pós-Graduação é, certamente, um dos quesitos mais importantes que diferenciam uma Universidade de Centros Universitários e de Faculdades (essas duas últimas meras reprodutoras de conhecimentos já existentes). Essa é uma das vantagens que os estudantes devem levar em consideração no momento da escolha da instituição de ensino na qual pretendem fazer a sua formação superior — completa o coordenador.

Fonte: Alessandra de Barros/Assessoria de Imprensa

Veja agora

Homem fica ferido após colisão na SC-453, em Ibicaré

Um caminhão I/M.Benz 417 Sprinter de Ibicaré, tombou após colisão contra um Peugeot/207HB XR, placas …