Luan Paiva é condenado a mais de 24 anos de prisão pelo homicídio de Andrei Ramos

LUAN

O jovem Luan Paiva, 23 anos, foi condenado a 24 anos de prisão, 10 meses e 24 dias em regime fechado. Além da morte de Andrei Ramos, 16 anos na época do fato, em agosto do ano passado, o réu ainda foi condenado por uma tentativa de homicídio, das outras três pessoas que atropelou no dia do crime.

O júri que teve início por volta das 9h, terminou por volta das 17h30 e foi acompanhado por familiares da vítima e pessoas da comunidade. O réu acompanhou os trabalhos quase sempre de cabeça baixa.

Ao final, a mãe de Andrei, Celia Ramos, fez um desabafo. “Foi regime fechado, mas tem direito a visita. Meu filho não trás de volta, para ver ele só lá no caixão. Ele também teria que ser assim, os 24 anos fechado, sem ver o pai, a mãe, ninguém, ai seria uma justiça bem feita mesmo”. Ela manifestou que ficou contente com o resultado e um pouco aliviada.

Relembre

Luan Paiva era acusado de atropelar e matar o jovem Andrei Ramos, na saída de uma festa no Centro de Promoções de Joaçaba (CPJ), em agosto de 2016.

Luan ainda respondia pelas tentativas de homicídio de outros três jovens que estavam com a vítima e foram atingidos pelo carro que ele dirigia, quando estavam no acostamento da BR-282. O corpo da vítima foi achado distante 11 metros do local do impacto.

Foto Caco da Rosa

Veja agora

PM recupera motocicleta furtada. Proprietário ainda não havia percebido o furto

Uma motocicleta foi recuperada na noite desta quarta-feira(23/05) pela Polícia Militar de Herval d’Oeste, num …