JOAÇABA REALIZA A 10ª EDIÇÃO DA CAMPANHA CONTRA CÂNCER DE PELE

Evento será realizado no AMU – Ambulatório Médico Universitário da UNOESC, das 8:00 horas às 12:00 horas
Evento será realizado no AMU – Ambulatório Médico Universitário da UNOESC, das 8:00 horas às 12:00 horas

No sábado, dia 25 de novembro, Joaçaba realizará a 10ª edição local da Campanha Nacional Contra o Câncer de Pele promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. O evento será realizado no AMU – Ambulatório Médico Universitário da UNOESC, das 8:00 horas às 12:00 horas, promovido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia com apoio da faculdade de Medicina da UNOESC. Excepcionalmente, este ano, em Joaçaba ela ocorrerá 7 dias antes da campanha nacional. Não haverá atendimento em Joaçaba no dia da nacional.

Haverá orientação sobre o câncer de pele, incluindo prevenção e autoexame e ainda exame clínico realizado pelos acadêmicos de medicina sobre supervisão do médico dermatologista responsável pela campanha, professor Dr Roberto Rheingantz da Cunha Filho e apoio das médicas dermatolgistas, Dra Jussara Quadros, Dra Monike Vieira e Dra Roberta Zanella.

Serão disponibilizados até 100 atendimentos gratuitos. Havendo caso suspeito de câncer de pele será encaminhado para tratamento.

Pessoas de toda a região poderão receber atendimento, todavia, aconselha-se ir até os postos de saúde das unidades básicas para tentar agendamento ou ser avaliado como caso suspeito, os quais terão prioridade. Situações como alergias, micose e infecções não serão tratadas porque não é o foco da campanha. Pintas que mudaram de cor ou estão crescendo são lesões suspeitas e merecem avaliação. Nódulos ou feridas que não cicatrizam, especialmente no rosto, orelha ou áreas que estão mais expostas ao sol também merecem cuidados.

A campanha em Joaçaba é realizada desde 2008 e tem identificado entre 8 a 15 casos por ano, ou seja, já identificou mais e 100 casos ao longo destes 9 anos. Maiores informações podem ser repassadas no telefone (49) 3551-2177.

DADOS SOBRE CÂNCER DE PELE:

De todos os tipos de tumores malignos diagnosticados na população brasileira, o câncer de pele representa cerca de 25%, ou seja, é o tipo mais comum de todos os cânceres. Apesar de frequente, quando diagnosticado e tratado precocemente, geralmente tem altos índices de cura.

O câncer de pele melanoma, o mais grave, representa 3% das neoplasias malignas da pele
O câncer de pele melanoma, o mais grave, representa 3% das neoplasias malignas da pele

É mais comum em pessoas acima dos 40 anos de idade e é relativamente raro em crianças e negros. Pessoas de pele clara, sensível à ação dos raios solares e que trabalham em locais a céu aberto, são as principais vítimas. Um dos principais fatores de risco para o câncer de pele na nossa região é a coloração clara da pele, devido a colonização/origem italiana e alemã.

Como a pele – maior órgão do corpo humano – é heterogênea, o câncer de pele pode apresentar tumores de diferentes linhagens. Citamos o câncer de pele melanoma e o câncer de pele não melanoma.Estima-se mais de 181 mil casos de câncer de pele em 2016 e 3.316 óbitos. O câncer de pele não melanoma é o mais incidente e o que menos mata, mas pode deixar significativas sequelas.

Em Santa Catarina, para 2016, a estimativa foi de 9890 novos casos de todos tipos cânceres de pele, ou seja, nosso estado engloba cerca de 5,5% de todos casos do Brasil. Santa Catarina tem a maior incidência proporcional do Brasil, também chamada taxa bruta de 210 casos por 100 mil habitantes homens, depois vem Rio de Janeiro, com 183 casos a cada 100 mil habitantes.

O câncer de pele melanoma, o mais grave, representa 3% das neoplasias malignas da pele. Quanto ao melanoma, sua letalidade é mais elevada, porém sua incidência é baixa. No Brasil são estimados 5.670  novos casos e 1547 óbitos por este tumor maligno. As maiores taxas estimadas em homens e mulheres encontram-se na região Sul..   Santa Catarina é líder, a estimativa para o ano de 2016 são 250 casos em homens e 230 casos em mulheres, ou seja, quase 10% dos casos do Brasil.

Fonte: Dr. Roberto Rheingantz da Cunha Filho

Veja agora

Joaçaba Futsal disputa a Superliga Gazin de Futsal

O Joaçaba Futsal segue a preparação para as principais competições do ano e, a partir …