Carnaval de Joaçaba não poderá contar com recursos do Estado

Dihego Joe Müller, presidente da Liesjho
Dihego Joe Müller, presidente da Liesjho

O Carnaval de Joaçaba não poderá contar com recursos do Governo do Estado neste ano. Apesar da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) ter informado que disponibilizaria R$ 4 milhões para a promoção do evento em Santa Catarina, a forma de destinação do dinheiro não permitiu que a Liesjho (Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Hervald´Oeste) conseguisse a captação, algo em torno de R$ 700 mil do bolo.

De acordo com o presidente da Liga, Dihego Joe Müller, o recurso seria destinado para a Prefeitura, que deveria abrir um processo de licitação para infraestrutura do desfile, como locação de sonorização, trio elétrico, iluminação, sanitários químicos, arquibancadas e serviços de segurança. No entanto, o programa de transferência abriu a menos de um mês do evento, impossibilitando a tramitação burocrática de um órgão público. “Não foi falta de planejamento nossa ou da Prefeitura. Esse dinheiro vinha via Liga, mas este ano mudou a forma. Lançaram o edital a 20 dias do carnaval e com a exigência de uma contrapartida de 30%. Infelizmente não existe tempo hábil para licitar”, esclareceu. “Acredito que nenhuma Liga no Estado vai conseguir usar esse recurso, que automaticamente voltará para o Governo do Estado, pois São Francisco do Sul e Joinville já cancelaram o evento”, acrescentou. A Liga está bancando a estrutura do carnaval com a arrecadação da venda dos ingressos.

Dihego também fez questão de deixar claro o apoio que tem recebido da Prefeitura, que manteve os R$ 600 mil para o Carnaval. “Importante destacar que esse dinheiro não é para a Liga, ele será destinado para as três escolas que vão desfilar neste ano, ou seja, R$ 200 mil para cada uma”.

Fonte: Caco da Rosa

Veja agora

Mesa-tenistas de Joaçaba conquistam mais 21 medalhas estaduais

Os atletas da Pró Tênis de Mesa de Joaçaba participaram de três competições estaduais nestes …