Banda Manga de Colete lança novo álbum com 11 músicas nesta terça-feira (18)

Uma das principais bandas de Rock n’Roll da nossa região, Manga de Colete, lança nesta terça-feira (18) seu novo álbum totalmente autoral relembrando os principais sucessos da Banda ao longo dos seus 12 anos de história. O evento acontecerá no Teatro Alfredo Sigwalt, a partir das 20h00, com entrada gratuita.

Assista a reportagem especial produzida pela Rádio Líder:

Fundada no ano de 2004 com a proposta de apenas se divertir e desprender-se das rédeas da música”cover” dois amigos se reúnem em uma lanchonete para uma cerveja e um violão; chega um porta guardanapos; uma caneta; surgem os primeiros versos após um acidente de trânsito acontecer bem ali, na esquina. A ideia toma forma, a primeira canção nasce assim, como acidente. É feita uma reunião costumeira com amigos e rock; a canção é apresentada a Jaison Strapassola que emenda às notas do violão e cantarolices os seus baixos característicos e sua harmônica blues, a bateria começa a rugir e a Manga nasce, ainda sem ter um nome.

A primeira formação é Rodrigo “Perna” Passold na voz, Maicon Faccin na guitarra, Jaison Strapassola no baixo e gaita e Alexandre Silva na bateria, o nome vem de uma divagação onde Strapassola apresenta para Perna uma lista com vários supostos títulos, onde envolto pela poesia de Drummond de Andrade, Perna decide por “Manga de Colete”, a ideia é aceita por todos e aí está, os quatro extasiam-se com a musicalidade que vai brotando de uma forma automática e tão ou mais natural do que era antes com as músicas covers. Letras e notas voam pela sala de ensaio no sítio de Strapassola, assim como garrafas de cervejas, pratos, cordas de guitarra as ideias se estilhaçam pelo ar; Surge o primeiro demo,” Rock, lua e bar”, já contando com a bateria de Marcelo Rebelatto, um som visceral que apesar das dificuldades em gravar daquela forma, ali em meio a natureza e afastados da tecnologia acaba sendo bem-aceito pelo público e os shows começam a aparecer, com muita energia de palco e rock pra gringo nenhum botar defeito.

Por motivos particulares Marcelo deixa a banda, que denota ali um ponto “problemático” com a sua bateria, a união do grupo parece não chegar na cozinha e então Fabiano”bezouro” Lebckuchen assume as baquetas e surge o segundo trabalho , o “À boca de um colibri” com uma pegada mais pesada, mais progressiva e mais hard a banda muda de cara, deixando o rock/blues um pouco mais de lado para incorporar o estilo e a metódica de Fabiano. Da mesma forma as músicas são bem aceitas pelo público, rodando em rádios e garantindo à banda mais shows e críticas positivas no meio musical do oeste catarinense , porém depois de algumas divergências entre Jaison e Bezouro, Fabiano se afasta da banda dando lugar a Yuri Serena que fica um ano com a Manga; Jaison também se enfastia e decide largar o baixo para dedicar-se apenas às harmônicas, dando lugar a Marcos Wolff que faz uma pequena mas importante participação com a Manga de colete até que Jaison decide voltar e agora com a força da bateria do João Baldissera que dá novo gás e ânimo aos três; o rock para eles novamente está de pé; novos shows, cada vez com maior energia; novas músicas; novas gravações e novas perspectivas.

A Manga de colete é uma banda referência no meio underground, com uma musicalidade chapante e áspera, põe o rock catarinense pra gritar em meio a cena do mainstream agonizante, levando muita energia nos palcos por onde toca. Com influências do rock clássico dos anos 60/70 e letras de impacto, vão conquistando cada vez mais o seu espaço, atitude e shows elétricos dão a eles o estilo e marca firmes de uma verdadeira apresentação de rock. Let´s Vrumm… long live rock and roll , long liva Manga!

Veja agora

Abertas as inscrições para a 31ª Edição do Dance Joaçaba

Iniciou nesta segunda-feira (20) as inscrições para a 31ª edição Dance Joaçaba. O evento, que …